terça-feira, 28 de setembro de 2010

Dercy no Céu!!!


- Porra tá frio aqui em cima..
- O céu não tem temperatura, minha senhora – pondera um porteiro celestial de plantão..
- Não tem o cacête. Tá frio sim senhor – insiste Dercy.
- Prefere o inferno? Lá é mais quentinho!
- Manda tua mãe pra lá. Cadê o Pedro?
- Pedro só atende aos purificados.
- E eu tô suja por acaso? Tô cagada, esporreada?
- Você primeiro tem que passar pelo purgatório, ajustar umas continhas…
- Não devo nada a viado nenhum.
- Você foi muito sapeca lá por baixo.
- Como é que você sabe? Andava escondido debaixo das minhas saias?
- Dercy, daqui de cima a gente vê tudo.
- Vê porra nenhuma. Vê a pobreza, a violência, meninas de 4 anos sendo estupradas pelos pais, político metendo a mão no dinheiro dos pobres, carinha cheirando até bosta pra ficar doidão? O que você s vêem? Só me viam?
- Você fala muito palavrão.
- Eu sempre disse que o palavrão estava na cabeça de quem escutava.
Palavrão é a fome, a falta de moral destes caras que pensam que o mundo é deles. Esses goelas grandes e seus assessores laranjas, tangerinas e o cacête!
- Está vendo? Outro palavrão.
- Cacête é palavrão, seu porteiro do caralho? Palavrão é a Puta Que o Pariu!
(silêncio por alguns segundos)
- Seja bem vinda Dercy. Sou Pedro. Pode entrar.
- CARAAAAAALHO!!! Não é que eu morri mesmo?!!! E o purgatório?
- Você já passou 101 anos por ele, lá no Brasil. Venha descansar!!!

domingo, 26 de setembro de 2010

Irritabilidade e Comportamento Briguento do Borderline




É típico do comportamento do border Irritar-se com muita facilidade, sendo que muitas vezes os motivos são inexistentes ou incompreensíveis aos olhos dos outros.
E frequentemente os familiares ignoram a razão que leva um borderline a comportar-se tão agressivamente sem um motivo aparente.

É natural do paciente borderline criar situações conflitantes ou brigas desnecessárias que indicam um estilo de vida totalmente desorganizado e caótico.
Isso ocorre porque o indivíduo border se joga numa tentativa mal-orientada de extrair atenção e afeição sendo que as armas que ele usa para isso são a impulsividade, agressividade e comportamento manipulativo.

O borderline vive constantemente num caos emocional e como tal, deliberadamente levanta argumentos conflitantes sempre na tentativa de criar uma utópica proteção ao se redor, sendo que muitas vezes para isso ele se isola.

Na esperança de conquistar a atenção de outrem e de tentar diminuir o vazio, a dor da alma e a tensão emocional, o border inconscientemente cria situações dramáticas a partir das quais possa expor toda sua agressividade e intolerância.

Depois, ao notar que está ferindo profundamente a pessoa envolvida, sente um misto de prazer e arrependimento.
Em seguida vem a frustração.

E então, sutilmente tenta agir como se nada houvesse acontecido.
Numa tentativa vã e frustrada tenta recriar o ambiente de antes da briga.
E como seu temperamento se altera drasticamente, o border não entende quando o outro (não-border) não consegue fazer as pazes de imediato.
E é então que o border se sente totalmente desamparado e muitas vezes acaba por se auto-agredir.

Em suma, uma das definições mais adequadas para um border que já encontrei é a seguinte:


"Imagine uma pessoa que por algum erro constitucional nascesse sem pele: qualquer toque, por mais leve, provocaria dor e reação intensa.
Assim é o borderline, o que lhe falta é a pele emocional."

Wally elsissy

sábado, 18 de setembro de 2010

A Primeira Vez de Uma Sonhadora...



Não vou citar a minha idade, não quero deixar ninguém apavorado ou com pena, de mim, acho que este não é o caso.
Eu nunca tive grandes expectativas, sobre a minha primeira vez, li muitas revistas para adolescentes que falavam de sexo, muitas com perguntas que hoje quando leio acho ridículas, mas naquela época ainda era tabus a serem quebrados!
Para mim, perder a virgindade, seria como salvar um afogado, tinha muita curiosidade e queria passar por essa experiência logo, para saber como era afinal e não ter mais que me preocupar se era a hora ou não.
Eu me apaixonei por um rapaz mais velho, que dizia gostar de mim, mas tinha namorada. Ele dizia que queria namorar comigo, mas como poderia fazer isso, se o que a outra fazia com ele eu não fazia? Foi aí que caí nas garras dele, ele me levou pra sua casa e lá eu estive sozinha com um homem pela primeira vez, me entreguei a ele de corpo e alma.
Eu sonhava em tê-lo só para mim, andar de mãos dadas, namorar no sofá da minha casa, realmente era uma pobre garota sonhadora!
Não senti dor e muito menos prazer, foi uma coisa sem gosto, sem cheiro, sem nada!
Quando aquela sessão de nada com coisa nenhuma finalmente acabou, ele virou-se para mim e disse: “Você não era virgem!”...
Senti-me humilhada, arrasada, rejeitada e enganada!
Ele era do tempo em que as mulheres lavavam os lençóis de sangue quando perdiam a virgindade, além de burro era mal informado! Mas tudo bem já passou hoje eu acho graça, não só pela incapacidade dele, mas porque para mim aquilo não significou nada!!!
Ele acha que me enganou e eu tenho certeza de que ele foi apenas o meu primeiro teste do que seriam as inúmeras tentativas que eu teria na vida de ser mais feliz!
Helena Martins Daniel.
18/09/2010
10:03am

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Revelação do Sertanejo de SC!




VEM - PATRICK & JOVANI

VEM
VEM QUE EU TO DOIDINHO PRA TE AMAR
PREPAREI UM VINHO UM JANTAR
LINDA ROSAS PRA TE ESPERAR


VEM
A LUA TA BRILHANDO SÓ PRA NÓS
VOCÊ TEM TUDO HAVER COM MEUS LENÇOIS
E SABE O MEU FOGO APAGAR

ESSA NOITE
QUERE TE DAR TODO AMOR DO MUNDO
DO MUNDO
NOS MEUS BRAÇOS
VAI SENTIR O MEU CALOR DE PRAZER
VAI ENLOUQUECER

VEM QUE ESTA NOITE SÓ VAI DAR EU E VOCÊ
VEM, VEM COMINGO AMANHECER DELIRAR DE PRAZER
VEM QUE ESTA NOITE SÓ VAI DAR EU E VOCÊ
A PORTA A ABERTA JA ESTÁ PRA VOCÊ ENTRAR E ME AMAR...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Não me Importa Saber Como você Ganha a Vida!


Não me Importa Saber Como você Ganha a Vida!Não me importa o que você faz para viver.
Eu quero saber o que você deseja ardentemente, e se você ousa sonhar em fazer aquilo que o seu coração pede.
Não me interessa saber quantos anos você tem.
Eu quero saber se você vai correr o risco de parecer tolo ao ir ao encontro do amor, dos seus sonhos ou da aventura de estar vivo.
Não me interessa quantos planetas estão em quadraturas com a sua Lua.
Eu quero saber se você já tocou no centro da sua própria dor, se já foi aberto pelas traições da vida ou se murchou e se fechou de medo de sentir mais dor.
Eu quero saber se você agüenta sentir a dor, minha ou sua mesmo, sem tentar esconde-la, disfarçá-la ou resolvê-la.
Eu quero saber se você consegue sentir alegria, minha ou sua mesmo, se você dança cm paixão, permitindo se deixar arrebatar até as pontas dos pés, sem tentar ser cuidadoso, realista ou sem tentar lembrar das limitações do ser humano.
Não me interessa se a história que você está me contando é verdadeira.
Eu quero saber se você tem coragem de desapontar uma pessoa para ser fiel e verdadeiro com você mesmo, se você consegue ser acusado de traição para não trair a sua própria alma; eu quero saber se você consegue. mesmo assim ser leal e, portanto, digno de confiança.
Eu quero saber se você consegue ver beleza mesmo quando todos os dias não forem bons, e se você consegue fazer da presença da sua própria vida o seu ponto de partida.
Eu quero saber se você consegue conviver com o fracasso, meu ou seu, e ainda ficar e pé na beira de um lago e gritar para a Lua cheia prateada: Tudo Bem!
Não me interessa saber onde você mora ou quanto você ganha.
Eu quero saber se você consegue se levantar depois de uma noite de aflição e desespero, exausto e ferido até a alma, e fazer o que é preciso ser feito para alimentar seus filhos.
Não me interessa saber quem você é ou como veio parar aqui.
Eu quero saber se você vai ficar no meio do fogo comigo sem se acovardar.
Não me interessa onde, o quê, nem com quem você estudou.
Eu quero saber o que te sustenta por dentro quando tudo mais cair por terra, quando o seu interior desaba.
Eu quero saber se você consegue ficar sozinho com você mesmo, e se você aprecia de verdade a sua companhia nos momentos em que a vida não faz sentido.

Autora: Helena Martins Daniel.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Buscai primeiro o reino de Deus (Mat VI, 24-34; Luc XII, 22-32)



Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. (Mat 6:24-34)

E disse aos seus discípulos: Portanto vos digo: Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é a vida do que o sustento, e o corpo mais do que as vestes. Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves? E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Não pergunteis, pois, que haveis de comer, ou que haveis de beber, e não andeis inquietos. Porque as nações do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que precisais delas. Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não temais, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o reino. (Luc 12:22-32)

Não estrague o seu dia




Você já experimentou, alguma vez, aquele amanhecer sombrio, em que tudo lhe parece amargo?

Esses dias aparentemente têm os mesmos aspectos para todos nós, mas são vividos de maneira diferente por cada indivíduo.

Alguns ficam tristes e quase calados. Buscam isolar-se para evitar qualquer contato com alguém que lhes faça perguntas sobre o que está acontecendo, porque está assim, etc.

Outros deixam o mau humor dirigir seus passos e, em poucos minutos azedam todo o ambiente em que se encontram. Distribuem gestos bruscos, falam com irritação, respondem com azedume, culpam os outros por tudo de errado que acontece.

E a resposta para comportamentos desse tipo, logo se faz sentir no organismo, em forma de azia, enxaqueca, dores musculares, entre outros males.

E o pior de tudo, é que nem sabemos o porque de tanta irritação. Não paramos um pouco para meditar sobre a situação em que nos encontramos nem para mudar o curso dos acontecimentos.

De maneira irrefletida, estragamos o nosso dia movidos por um estado d´alma que nos toma de assalto e no qual nos deixamos mergulhar, sem refletir.

Passados esses momentos amargos, fica uma desagradável sensação de mal estar, de indisposição, de sentimentos feridos, de relacionamento comprometido.

Assim, se você sentir que está diante de uma manhã sombria, de um momento amargo, vale a pena tomar medidas urgentes para não se deixar cair nas armadilhas.

Se ainda está em casa, faça uma prece antes de sair.

Se estiver no trabalho, busque um local que lhe permita ficar só por um instante, respire fundo, e eleve o pensamento a Deus, rogando forças e discernimento para não se deixar levar por circunstâncias desagradáveis.

Lembre-se, sempre, que todos temos momentos difíceis, e que só depende de nós complicá-los ainda mais, ou sair deles com sabedoria e bom senso.

Lembre-se, ainda, que por mais difícil que esteja a situação, ela será tragada pelas horas e substituída por momentos mais leves e mais felizes.

Por essa razão, nunca valerá a pena estragar o seu dia.

Pense nisso!

"Não estrague o seu dia.

A sua irritação não solucionará problema algum.

As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas.

Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.

O seu mau humor não modifica a vida.

A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus.

A sua tristeza não iluminará os caminhos.

O seu desânimo não edificará a ninguém.

As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade.

As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você.

Não estrague o seu dia.

Aprenda, com a Sabedoria Divina, a desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre para o infinito Bem."

sexta-feira, 10 de setembro de 2010


" Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas."
Séneca
Beijos da Helena minha linda!!!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Acho que sou Demodê!



Vez ou outra, pego-me em situações no mínimo interessantes!Meu roupeiro, parece um museu! Tem de tudo um pouco, eu nunca gostei de andar na moda, naquela mesmice, lembrei-me agora de uma época em que a moda era colete e saia xadrez com meia 7/8, foi uma coqueluche!!!
A minha manicure diz que sou a única cliente dela que ainda pede para fazer as unhas arredondadas, mas por que eu tenho que gostar de unha quadrada?
Quando fui fazer o projeto dos móveis da minha casa, expliquei pro rapaz da fábrica que queria um roupeiro, dois criados- mudo e uma penteadeira! Sim!!! Eu quero uma penteadeira!Tenho o direito de apoiar meus cremes, perfumes, maquiagens, escovas,de maneira decente, ai ouço a frase: “ A senhora me desculpa, mas é que hoje em dia, não se faz mais penteadeira!” Mas afinal, o que tem de mal em querer me sentar para passar um creme no rosto, secar o cabelo ou me maquiar?
Descobri que realmente sou démodé! Sigo tendências mas criei meu próprio estilo, não sou escrava de ninguém, muito menos da moda!!!
Helena Martins Daniel
10/09/2010

Sede de Vida!!!


"Eu tenho uma sede de viver, que me faz querer provar cada gota que escorre das folhas, muitas delas secas da árvore da vida! É um sentimento urgente,constante e fatal!Nada me tira o sono, apenas este desejo, que pode ser mortal!
Sou humana! Quero momentos de felicidade, de êxtase de loucura...
Só assim me sentirei plena, completa, fechada..."

Helena Martins Daniel 09/09/2010 05:15am

--

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O Sentido da Vida!


"Pessoas que vivem a vida achando que o sentido dela está em juntar mais e mais dinheiro, não me interessam, na verdade as considero pouco evoluídas, na verdade as que o são, sabem que o dinheiro, a fama e o sucesso são resultados de muito trabalho, bons contatos e um pouco de sorte, na minha opinão!!!
Não me preocupo e nem perco meu tempo contando dinheiro, oque sinto e oque a vida me ensinou é que quanto mais eu me dôo, mais eu ganho... é a roleta da vida, é a roda da fortuna que muitos não percebem que existe, sim! Ela é real!."Helena Martins Daniel 08/09/2010

sexta-feira, 3 de setembro de 2010


Eu sei que existem muitas pessoas preocupadas em cuidar da minha vida, mas fiquem alegres, pois nunca estive tão bem!!!
Não tenho 21 como diz meu Orkut! Tenho 26 anos, sou independente, moro com o Marcelo Paganini Rosso a 2 anos, porém namoramos a 3 anos e meio! Nossa casa deve ficar pronta no fim deste mes. Eu mando na minha vida! Eu sei cuidar de mim...Nós eu e ele somos uma família, que tomou a decisão de não permanecer no err
Estou trabalhando no que eu gosto, cercada de pessoas maravilhosas, humanas, dedicadas e profissionais!!!
O Mota é uma pessoa maravilhosa!Ele teve todas as chances de me discriminar ou se vingar por ter trabalhado com tanta voracidade contra ele... mas não, eu fui recebida de braços abertos. E isso não há dinheiro que pague!!!
Não estou aberta a propostas, não percam tempo me procurando, cuidando da minha vida.
Eu já escolhi meu caminho e por ele sigo feliz...
Hoje eu penso que a minha vitória em outubro de 2008 foi a nossa maior derrota! E quando digo "nossa" é porque o município todo perdeu, basta ver a qualidade da água e as condições das estradas... Que Decepção! Que Deus tenha misericórdia de mim, pois tantas vezes orei pedindo esta "vitória" que hoje sem dúvida e com muito pesar! É a maior derrota que tive na vida!!!
Mas, um dia eu ouvi a Bruninha cantar a música Sabor de Mel da Damares lá na igreja e eu tive certeza que um dia como dizia a música" A minha prova tinha um gosto amargo, mas minha vitória hoje tem sabor de mel!" Obrigada Jesus!!!
Para quem ganhou com uma diferença "astronômica" de 56 votos. Façamos a conta: 56-11=45!!! O número do PSDB! Ahhh... com certeza queridos, o pobre será prefeito uma primeira e única vez!!!