quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Sempre Vou Te Amar!


Sempre Vou Te Amar!

Como vou te dizer, que agora você faz parte da minha vida...

Que em cada pensamento meu, a tua imagem ocupa um espaço!

Que em cada suspiro meu, teu cheiro me alcança!

Que em cada sonho meu, teu abraço me envolve...

Como vou imaginar a vida sem você...

Se minha alma caminha no espaço do teu mundo!

Se meu corpo quer a paz do teu beijo na minha pele...

E nossos olhares já se encontraram num só!

E descobrimos que nosso caminho é o mesmo...

Que nossas mãos se unem em harmonia...

E nossos pensamentos se tocam no ar...

E nossos corpos se encaixam no amar...

Como, minha vida...Como posso deixar de te amar?

Não tem como!Já não posso!

Te preciso...Te quero ao meu lado...O tempo todo!

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Quem Namora...


Quem namora agrada a Deus.Namorar é a forma bonita de viver um amor.Namora, quem lê nos olhos e sente no coraçãoas vontades saborosas do outro.Namora, quem se embeleza em estado de amor.

A pele melhora, o olhar com brilho de manhã.Namora, quem suspira, quem não sabe esperar, mas espera,quem se sacode de taquicardia e timidez diante da paixão.quem ri por bobagem, quem entra em estado de música,quem sente frios e calores nas horas menos recomendáveis.Namorados que se prezam têm a sua música.E não temem se derreter quando ela toca.Ou, se o namoro acabou, nunca mais dela se esquecem.

Namorados que se prezam gostam de beijo, suspiro, morderem o mesmo pastel, dividir a empada, beber no mesmo copo.Apreciam ternurinhas que matam de vergonha fora do namoro ou lhes parecem ridículas nos outros. Por falar em beijo, só namora quem beija de mil maneirase sabe cada pedaço e gostinho da boca amada.Beijo de roçar, beijo fundo, inteirão, os molhados, os de língua,beijo na testa, beijo livre como o pensamento,beijo na hora certa e no lugar desejado.

Sem medo nem preconceito.Beijo na face, na nuca e aquele especial atrás da orelha no lugar que só ele ou ela conhece. Namora, quem começa a ver muito mais no mesmo lugarque sempre viu e jamais reparou.

Flores, árvores, a santidade, o perdão, Deus, tudo fica mais fácil para quem sabe de verdade o que é namorar.Por isso só namora quem se descobre dono de um lindo amor,tecido do melhor de si mesmo e do outro.Só namora quem não precisa explicar, quem já começa a falar pelo fim, quem consegue manifestar com clareza e facilidadetudo o que fora do namoro é complicado.

Namora, quem diz: "Precisamos muito conversar";e quem é capaz de perder tempo, muito tempo, com a mais útil das inutilidades e pensar no ser amado, degustar cada momento vivido e recordar palavras, fotos e carícias com uma vontade doida de estourar o tempo e embebedar-se de flores astrais.

Namora, quem fala da infância e da fazenda das férias, quem aguarda com aflição, o telefone tocar e dá um salto para atendê-lo antes mesmo do primeiro trim.Namora quem namora, quem à toa chora, quem rememora, quem comemora datas que o outro esqueceu.Namora quem é bom, quem gosta da vida, de nuvem, de rio gelado e de parque de diversões.

Namora quem sonha, quem teima, quem vive morrendo de amor e quem morre vivendo de amar.


Helen Mix***

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

SALMO 54


Salmo 54:1
Salva-me, ó Deus, pelo teu nome, e faze-me justiça pelo teu poder.

Salmo 54:2
Ó Deus, ouve a minha oração, dá ouvidos às palavras da minha boca.

Salmo 54:3
Porque homens insolentes se levantam contra mim, e violentos procuram a minha vida; eles não põem a Deus diante de si.

Salmo 54:4
Eis que Deus é o meu ajudador; o Senhor é quem sustenta a minha vida.

Salmo 54:5
Faze recair o mal sobre os meus inimigos; destrói-os por tua verdade.

Salmo 54:6
De livre vontade te oferecerei sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom.

Salmo 54:7
Porque tu me livraste de toda a angústia; e os meus olhos viram a ruína dos meus inimigos.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Veja dicas sobre autores e movimentos literários

Veja dicas sobre autores e movimentos literários
-->
Vamos dar uma relembrada em Carlos Drummond de Andrade?
Nasceu em 1901, Itabira do Mato Dentro, interior de Minas Gerais, e morreu em 1987 no Rio de Janeiro. A infância de Drummond marca a sua poética - uma infância passada no interior de Minas, numa cidade pequena, em uma família extremamente conservadora. O livro que está na lista da Fuvest é Alguma Poesia, publicado em 1930, o primeiro de Drummond. O livro se insere no segundo tempo modernista, tempo de moderação e de consagração dos poetas modernistas. Apresenta duas temáticas importantes: o "gauche", a idéia do esquerdo, daquele que não é direito à realidade, que está desencontrado, que está desconcertado - o eu e o mundo estão desconcertados; e a blague, a risada, a gargalhada - uma temática dos modernistas, de rir diante da realidade do mundo, de rir de si próprio diante do mundo. O poema que abre Alguma Poesia é o Poema de Sete Faces. São sete tons em sete estrofes. A primeira, muito famosa: Quando nasci, um anjo tortodesses que vivem na sombradisse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.Essa idéia de Carlos ser gauche na vida, seria a idéia de ser poeta? A idéia de ser lírico no mundo onde não há mais lirismo? E ele termina: Eu não devia te dizermas essa lua, mas esse conhaquebotam a gente comovido como o Diabo.Esse jeito mineiro de terminar o poema, de dar uma cambalhota, como ele mesmo diz, é a idéia de brincar com o poema, de brincar com si mesmo, com os seus próprios sonhos, brincar com o leitor! É a blague - uma grande temática da poesia modernista.
Vamos dar uma revisada em Camões?
Século XVI, apogeu da literatura, da cultura, do político e do social em Portugal. Época do Renascimento, que veio da Itália, do século XIV, e que chegou a Portugal no século XVI; publicação d'Os Lusíadas, a épica de Camões, e também da Lírica, que foi publicada postumamente, portanto não foi revisada pelo autor. A Lírica, os sonetos, é o que cai de Camões no vestibular. Três temáticas importantes: -o desconcerto do mundo, esse mundo que está errado; - o EU de Camões que não se adapta ao mundo, à mudança, ao mudar constante das estações, das pessoas, das situações diante do mundo, e esse EU que procura se adequar a essa grande mudança; - o maior dos temas e o mais trabalhado por Camões é o amor, procurando sempre, nos sonetos, atingir uma reflexão sublime sobre a idéia que ele está abordando. Importantíssima no amor de Camões é a reflexão que ele faz diante desse amor platônico, que é a moda da época do renascimento.
O amor platônico é ver a idéia do mundo representada no amor espiritual. O amor está somente na idéia. Mas ele transgride essa regra, ele vai além do amor platônico. Ele também vê que o amor é aristotélico, o amor não é só idéia, o amor é forma, o amor é concretização. Por isso ele atinge o maneirismo e vai conseguir, através da reflexão, ser paradoxal e ser muito grandioso.
Aí está o poema mais famoso dele: Amor é um fogo que arde sem se veré ferida que dói e não se senteé um contentamento descontenteé dor que desatina sem doer.Essa tentativa de classificação do amor mostra o EU paradoxal, e a visão do mundo através dessa forma e do desejo.
Vamos dar uma passada em Cruz e Souza, poeta simbolista?
João da Cruz e Souza nasceu em Santa Catarina, em 1861 e morreu em Minas Gerais em 1898; portanto, centenário da morte de Cruz e Souza este ano. Pai escravo, mãe alforriada! Teve uma vida marcada pelo preconceito racial. Trabalhou em jornal de orientação republicana e abolicionista.
Ele abre o simbolismo brasileiro em 1893, com a publicação de Broquéis e Missal.O simbolismo foi um movimento essencialmente poético, que não teve grande divulgação aqui no Brasil, e que trouxe para nós o subjetivismo romântico do poeta decadente, se contrapondo ao positivismo, ao cientificismo do realismo/naturalismo em voga até então. O simbolismo veio se contrapor à ciência poética do parnasianismo, à ciência de fazer poesia - à arte pela arte. Veio com as idéias de invocar etéreas musas, da brancura mística, da sinestesia do poeta francês Charles Baudelaire. Cruz e Souza tem uma característica: a fixação pelo branco. Os três elementos mais importantes de sua poesia são o individualismo, o transcendentalismo e a musicalidade. O poema mais importante de Cruz e Souza é Antífona, que traz a idéia do branco, as formas alvas, brancas! Nele, essa fixação pelo branco de Cruz e Souza fica bem evidente.
Vamos dar uma dica de romantismo para vocês.
O romantismo tem três gerações; desenvolveu-se na época das revoluções do século XVIII, dos ideais revolucionários, das grandes mudanças sociais, do liberalismo - que vai trazer para a literatura o grande sentimentalismo e a idéia de nacionalismo, manifestando-se sob a forma de poesia, romance, teatro e jornalismo. Três gerações, três poetas que nós vamos rever aqui.- Primeira geração: a exaltação do passado, do nacionalismo, na geração nativista ou indianista. É também a volta do amor trovadoresco, do amor espiritual e da exaltação do índio. O grande poeta da primeira geração é Gonçalves Dias. - Segunda geração: byroniana (do poeta inglês George Byron, 1788 - 1824); o mal do século é o tédio que leva à aspiração da morte, o desejo da morte como salvação. São idéias presentes na obra de Álvares de Azevedo. - Terceira geração: condoreirista, de crítica social baseada em Victor Hugo (escritor francês, 1802 - 1885) . O grande poeta é Castro Alves, que traz a idéia do abolicionismo, é o poeta dos escravos. O poema de Castro Alves exigido pela Fuvest é o Espumas Flutuantes, um livro que tem influências da segunda e da terceira geração. O poeta é influenciado por Álvares de Azevedo e por Fagundes Varela, e também por alguns poemas críticos da sociedade da época. Não são poemas do escravismo! Os poemas do escravismo estavam em outro livro, que Castro Alves não conseguiu publicar em vida! A diferença entre Castro Alves e Álvares de Azevedo?
Álvares de Azevedo busca a morte como salvação: Se eu morresse amanhãOh, que alívio seria.Para Castro Alves, morrer é a idéia do inevitável porque ele está doente, está morrendo, e infelizmente ele ainda quer viver.
Vamos dar uma dica sobre os livros da Fuvest.
São dez os livros exigidos. Livros interessantíssimos como Sonetos de Camões; Espumas Flutuantes, Castro Alves; O Primo Basílio, de Eça de Queirós; Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis; Alguma Poesia, do Drummond; Fogo Morto, de José Lins do Rego; Contos Novos, do Mário de Andrade; Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto; Primeiras Estórias, de João Guimarães Rosa; e Os Melhores Contos, de Rubem Braga.
Os livros não são para serem lidos apenas como historinhas que você deve saber. Não cai só enredo no vestibular, mas também a interpretação crítica dos trechos e do texto. As perguntas também incidem sobre como o poeta escreveu e você tem que explicar o uso de certos termos gramaticais. Então a leitura não é só historinha, não! É a crítica, é não ser ingênuo perante a idéia do texto. Vamos lembrar aqui só João Cabral de Melo Neto, que pertence à geração de 45, o terceiro tempo modernista. É uma geração que vai aliviar o poema do sentimentalismo, classificada como "a geração com senso de medida". Morte e Vida Severina conta a história de um percurso feito por Severino, que sai da morte para alcançar a vida, mas essa vida é presidida pela morte. Aparece aí a coisificação injusta do homem, que João Cabral de Melo Neto está relatando para nós, leitores.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

*Há Coisas na Vida*


Há coisas que vêm para o mal, outras para o bem. Mas todas as coisas que chegam nos trazem aprendizado. Só que é muito difícil de entender no momento em que acontece. Como ver bem com olhos marejados de lágrimas? Como pensar direito com o coração cheio de dor ou com nosso físico sofrendo? Difícil... difícil abrir os olhos, se levantar, caminhar sem se entregar. Difícil sentir, perdoar, entregar os pontos, ouvir conselhos, dar razão, aceitar. Mas passados os instantes de angústia, passadas as horas que não se importam se paramos ou não, podemos abrir os olhos e ver. Podemos ver que tudo na vida tem significado, que de tudo podemos tirar aprendizado. Uma pessoa pode aprimorar-se acertando sempre, mas ela não aprende nada novo. Um amigo com o qual você contava muito te decepcionou? Ai!... isso dói demais! Mas, ainda assim, você aprendeu a conhecer a outra face dele e o relacionamento torna-se mais límpido. O seu amor te deixou, você perdeu o emprego? Provavelmente é hora de você reavaliar sua vida, suas prioridades, suas escolhas e escolher outro caminho. Se você perdeu um ente querido, apesar de todo o sofrimento que isso causa, você deve aprender a ter mais cuidado ainda com as centenas de outros que ainda estão fazendo parte da sua vida e olhá-los com olhar novo e amoroso. Tudo!!! Tudo na vida é aprendizado. Entre cardos e espinhos há ainda flores que nascem, há o sol que aquece e o vento que refresca. E há você, que talvez nem perceba, que é importante na vida de alguém. Se você chora, se você sofre, é que suas emoções estão bem vivas dentro de você. Aproveite, então, e faça delas seus degraus de subida. Não foi a morte de Cristo uma vitória? Aos olhos dos que O condenaram era uma derrota, mas se isso não tivesse acontecido nós não receberíamos o maravilhoso presente da salvação. Da semente que se entrega nasce a flor; da flor que se entrega, vem o fruto, que serve para nosso alimento. E nós? Nós estamos aqui aprendendo e ensinando uns aos outros que a vida é muito mais do que ser ou fazer feliz, mas é um aprendizado diário do qual ora somos mestres, ora servos. Não precisamos atravessar a vida sem dor, sem problemas. O que podemos fazer é aprender a lidar com eles e tirar o máximo do que podem nos ensinar. E vamos continuar caminhando... e se as flores não nascerem no nosso caminho, a gente planta, colhe e recomeça. Vida é luta? Sim... mas lutar é viver!

domingo, 9 de setembro de 2007

Pacto com a Felicidade


Pacto com a Felicidade

De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi: Eu hoje vou ser Feliz!

Vou lembrar de agradecer ao sol, pelo seu calor e luminosidade, Sentirei que estou vivendo, respirando. Posso desfrutar de todos os recursos da natureza gratuitamente.

Não preciso comprar o canto dos pássaros, nem o murmúrio das ondas do mar.

Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores, e a suavidade da brisa da tarde.

Vou sorrir mais, sempre que puder. Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.

Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros, vou aprimorar os meus. Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades!

Reservarei minutos de silêncio, para ter a oportunidade de ouvir.

Não vou lamentar nem amargar as injustiças, vou pensar no que posso fazer para diminuir seus efeitos. Terei sempre em mente que um minuto passado, não volta mais,

Vou viver todos os minutos proveitosamente, Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos, Nem com atraso, lembrando de coisas sobre as quais não tenho mais ação.

Não vou pensar no que não tenho e que gostaria de ter, Mas em como posso ser feliz com o que possuo, E o maior bem que possuo é a própria vida. Vou lembrar de ler uma poesia e de ouvir uma canção, Vou dedicá-las a alguém. Vou fazer alguma coisa para alguém, sem esperar nada em troca, Apenas pelo prazer de ver alguém sorrir. Vou lembrar que existe alguém que me quer bem, Vou dedicar uns minutos de pensamento para os que já se foram Para que saibam que serão sempre uma doce lembrança, até que venhamos a nos encontrar outra vez.

Vou procurar dar um pouco de alegria para alguém,

Especialmente quando sentir que a tristeza e o desânimo querem se aproximar.

E quando a noite chegar, vou olhar para o céu, para as estrelas e para o luar e Agradecer aos Anjos e a Deus, porque

Hoje Eu fui Feliz!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

*A Certeza Que Só o Amor Tem *


A Certeza Que Só o Amor Tem

Não é a dor que quero entender (essa dói e pronto),mas esse mistério de duas almasque não se tocam no físicoe têm quase uma unidade na imortalidade.Mas é isso que quero!Você me ama?Você quer construir uma vida comigo?Tem desejo e sabor?Eu sinto que você me quer, precisa de mim, mas será que eu estareiao nível de suas expectativas?Eu queria uma certeza,quantas vezes vislumbrei o que seria o derradeiroe nem início era. Quantas vezes esperei contar e só senti se afastarem e eu ficar no chão...Eu quero a certeza do absoluto.A afirmação positiva.Não quero os sonhos dos loucos,nem a vontade dos sem-alma.Eu quero a certeza da vida.A afirmação do amor.Não apenas um amor carnal e dirigido,mas do sentimento verdadeiro que se entranha na alma e que não existam mágoas, que não dissolva.Quero ter a certeza premonitóriaque posso mergulhar, que não encontrarei uma pedra.Quero a certeza da luzque não se machuca nos espinhos,penetra as sombras, não se inibe no mar...Ou a certeza ou nada!Duas almas que constroem uma estrada juntos,não sabem como esse trajeto será,mas apenas têm uma certeza quase sobre-humanaque têm que construir juntas.São vidas independentes, mas harmônicas. São autônomas, mas responsáveis. Consistentes no que senteme têm a certeza do que realmente sentem.Não é um "eu acho", "pode ser", "quem sabe", "vamos tentar", "se der certo"...É a certeza que só o verdadeiro amor tem.Que não tem fronteiras, nem modos, um amor que não espreita, não sucumbe,nem apenas existe para satisfazernossos pequenos egoísmos.

*O AMOR VERDADEIRO*


Para mim, o verdadeiro amor, é o amor pleno. O amor que toma quem o experimenta.Quem o vive percebe que nada mais no mundo, possui tanto valor! Apenas amar...Esse amor é tão magnânimo, que estremece o Universo, muda o curso de qualquer história.Esse amor tem muito para dar. Na fala desse amor, há tom de emoção em cada palavra pronunciada.No toque desse amor, há sensação de se estar flutuando à cada beijo trocado.É um sentimento que invade tudo, preenche todos os espaços e faz com que qualquer tentativa de infidelidade seja vã.Quando vivemos esse amor e acreditamos, do fundo de nossa alma nele, nos sentimos mais fortes que o mundo e somos tomados de uma serenidade, que vem da certeza, de que nada poderá vencer esse amor.Nos entregamos com tal vontade à esse amor, que tudo ao nosso redor passa a ter vida.As nuvens passam a formar desenhos, os soldadinhos de chumbo parecem marchar, a bailarina da caixinha de música à bailar e à sorrir.Nos transformamos em crianças que diante da vida, têm o poder de condensar para si, toda a simplicidade, toda a luminosidade do mundo.Esse amor está além do tempo.Se eu não tiver esse amor, que eu não tenha nenhum, pois nada conseguirei ser...

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

*Olhe para trás! *


Olhe para trás!
Veja os obstáculos que você já superou.
Veja quanto você já aprendeunesta vida e quanto já cresceu.
Olhe para frente!Não fique parado, levante-se quando tropeçar e cair.
Estabeleça metas, tenha planos e prossiga com firmeza.Olhe para dentro!
Conheça seu coração e analise seus projetos;mantenha puros seus sentimentos.
Não deixe que o orgulho, a vaidade e a invejadominem seus pensamentos e seu coração.
Olhe para o lado!Socorra quem precisa de você.Ame o próximo e seja sensível para perceberas necessidades daqueles que o cercam.Olhe para baixo!Não pise em ninguém
Perceba as pequenas coisas e aprenda a valorizá-las.Olhe para cima!
Há um Deus maior do que você,que te ama muito e temtodas as coisas sob seu controle.
Olhe para Deus!Perceba a profundidade, a riquezae o poder da bondade divina.
Sinta esse Deus que olha por vocêem todos os dias da sua vida!
fiquem com deus.
beijos com sabor de carinho.

terça-feira, 7 de agosto de 2007

*A Beleza*


*A Amizade*


Amizade é um presente sem preço.

Não pode ser comprado ou vendido mas seu valor é muito maior do que uma montanha de ouro. O ouro é frio e sem vida, não tem poder para contentar em momentos difíceis.

Não tem coração para entender.

Não pode trazer conforto ou dar uma mão de ajuda.

Então, ao pedir um presente a Deus, seja grato se Ele não mandar diamantes e pérolas mas o amor de amigos reais e verdadeiros TENHA UMA LINDA MANHÃ!!!...


BEIJOSSSSSSSSS...

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

♥SER FELIZ♥


♥SER FELIZ♥


Não é apenas valorizar o sorriso...

Mas refletir sobre as tristezas.Não é apenas comemorar o sucesso...

Mas aprender lições nos fracassos

Não é ter apenas júbilo nos aplausos...

Mas encontrar alegria no anonimato.É encontrar força no perdão... Esperança nas batalhas... Segurança no palco do medo... Amor nos desencontros

Reconhecer que temos pessoas especiais ao nosso lado... Mesmo estando a quilômetros de distância.É Saber que mesmo estando sozinho há um DEUS que nunca nos desampara e está sempre pronto para nos ouvir.../

É reconhecer que vale a pena viver...

Apesar de todos os desafios e perdas...É deixar de ser vítima dos problemas...

E se tornar autor da própria história....

Ser feliz é uma conquista!

segunda-feira, 30 de julho de 2007

*Meu Nome É Livro*




Sou muito especial. Minha tecnologia é insuperável. Funciono sem fios, bateria, pilhas ou circuitos eletrônicos. Sou útil até mesmo onde não há energia elétrica. E posso ser usado mesmo por uma criança: basta abrir-me.
Nunca falho, não necessito de manual de instruções, nem de técnicos que me consertem. Dispenso oficinas e ferramentas. Sou isento a vírus, embora figure no cardápio das traças. Se algo em mim o leitor não entende, há um similar que explica todos os meus vocábulos.
Através de mim as pessoas viajam sem sair do lugar. Não é fantástico? Basta abrir-me e posso levá-las a Roma dos Césares ou à Índia dos brâmanes, aos estúdios de Hollywood ou ao Egito dos faraós, ao modo como as baleias cuidam de seus filhos e aos paradoxos dos buracos negros.
Sou feito de papiro, pergaminho, papel, plástico e, hoje, existo até como matéria virtual. Domino todos os ramos do conhecimento humano. E, ao contrário dos seres humanos, jamais esqueço. Se me consultam, elucido dúvidas, respondo indagações, estimulo a reflexão, desperto emoções e idéias.
Posso ensinar qualquer idioma: tupi, grego, chinês ou russo. Até línguas mortas, como o latim. Introduzo as pessoas na meditação zen-budista e nos segredos da culinária mineira, nas partículas subatômicas e na história do automóvel, nas maravilhas dos jardins suspensos da Babilônia e nos hábitos dos escorpiões.
Para utilizar-me, a pessoa escolhe o lugar mais confortável: cama, sofá da sala, tamborete da cozinha, degrau da escada ou banco do ônibus. Trago a ela os poemas de Fernando Pessoa e os salmos da Bíblia; as noções de como operar um monitor de TV e a biografia de John Lennon; as viagens de Marco Pólo e os cálculos da propulsão das naves espaciais.
Trabalho em silêncio, e nunca incomodo ninguém, pois jamais insisto. É o meu leitor que se cansa e, neste caso, pode fechar-me e continuar a leitura horas ou dias depois. Não fujo, não saio do lugar, não abandono quem cuida de mim. Fico ali à espera, em cima de uma mesa ou enfiado numa prateleira, sem alterar o meu humor. Exceto quando sou alvo da cobiça de pessoas sem escrúpulos, que me roubam de meus legítimos donos.
Revelo a quem me procura o que for de seu interesse: como cuidar do jardim ou detalhes da Guerra do Paraguai; a incrível paixão entre Romeu e Julieta ou a atribulada vida amorosa de Elvis Presley; os segredos de fabricação de um bom vinho ou as mil e uma interpretações de As Mil e Uma Noites.
Pode-se estar comigo e, ao mesmo tempo, ouvir música ou viajar de trem, navio ou avião, sem necessidade de pagar a minha passagem. Sou transportável, manipulável e até descartável. Mas costumo enganar a quem confia nas aparências: nem sempre o meu rosto revela o conteúdo.
Sem mim, a humanidade teria perdido a memória. E, possivelmente, não ficaria sabendo que Deus se revelou a ela. Sou portador de epifanias e sonhos, tragédias e esperanças, dores e utopias. E sou também uma obra de arte, dependendo de como os meus autores tecem e bordam as letras que preenchem as minhas páginas.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

*Amor*


Amor

O amor é o sentimento mais raro e mais difícil de ser explicado, quando falamos em amor, colocamos em jogo o sentimento mais puro que existe, sentimento que muitas vezes brincamos com ele.

O amor é definido de diversas formas e cada um tenta explicar por suas palavras o que realmente é o amor.

O amor é um sentimento que jamais deveria ser decifrado, pois, ninguém conseguirá um dia, definir todas as faces da palavra amor. Quem ama gasta o que não pode, faz o que não deve, agrada, beija, se importa, se arrisca, se aventura, se mata, deseja, transpira, elogia, sente ciúmes, tem paixão, procura razão, não se arrepende, grita, briga, xinga, defende, exagera, aceita, encara desafios pela pessoa amada, atravessa barreiras por mais difíceis que elas sejam, se envolve, teme, é romântico, é besta, é brega, canta, dança, se sente muito feliz, odeia os adversários, vence, se apaixona, luta, se torna cego e acima de tudo fraco. A fraqueza do amor é tão grande que por mais que reunamos forças, não conseguimos vence-lo.

O amor vem acima de todas as palavras, faz você perder o sentido da vida e a noção do tempo. Quem ama, pode ser considerada a pessoa mais feliz do mundo, principalmente quando seu amor é retribuído da mesma forma. Eu havia lido em algum lugar uma frase que dizia "Há três tipos de pessoas que têm sorte na vida: as que querem, as que perseveram e as que sabem amar de verdade". Sem dúvidas quem sabe amar, se torna um eterno apaixonado, vive a vida intensamente e sempre tem alguém carente ou amado, que quer e faz de tudo para receber seu amor.

O amor é algo que surge de algum lugar, ninguém sabe como e te ocupa de uma forma incrível. O amor eterno não é aquele que dura para sempre, mas sim aquele que é vivido intensamente em quanto existe. Quem diz que ninguém ama a mesma pessoa a vida inteira está totalmente enganado, o amor é um contrato que não tem período determinado, não sabemos quanto tempo vai durar, quão intenso vai ser e muito menos quando vai acabar. A pior vergonha para uma pessoa é negar e tentar esconder de si mesma este sentimento tão lindo e intenso, sentimento este que pode aparecer no primeiro instante da vida ou que pode demorar uma vida inteira para aparecer. Nunca corra quando o amor fizer sinal. Vá até ele e viva-o. Com certeza você não vai se arrepender, e não se esqueça que é melhor perder um amor, do que jamais ter amado.


Helena

segunda-feira, 23 de julho de 2007

sexta-feira, 20 de julho de 2007

*Apesar*


Apesar!

Apesar de sonhar até mesmo o impossível Apesar de sorrir sem ao menos ter motivos Apesar de cantar para disfarçar o pranto Continuo a afirmar que a felicidade existe... Apesar de acreditar e as vezes ser traída Apesar de gostar e não ser correspondida Apesar de falar e não ser compreendida Continuo a acreditar que a amizade existe...

Apesar do sol nem sempre estar presente Apesar da brisa transformar-se em vento forte Apesar da chuva muitas vezes ser agressiva Continuo a admirar o esplendor da natureza... Apesar de conviver com tantas dúvidas Apesar de me perder nas incertezas Apesar de viver em eterna busca Continuo a agradecer o dom da vida!!

*O Quase ...*


*O Quase ...

Ainda pior que a convicção do não é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase.

o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono. Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto.

A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si. Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

terça-feira, 17 de julho de 2007

*Amor Amigo*


Que estranha e maravilhosa magia sentirque o nosso Amor tão Amigo e tão antigo resiste a tudo!
Quantas vezes me zango e ao mesmo tempo me surpreendo ao senti-lo mais fortalecido, florescendo a cada dia!
Tantas vezes nos apoiamos, tantas vezes concordamos e discordamos e sempre recorrendo a diálogos francos, carinhosos e ao que sentimos um pelo outro!
Enquanto tantas relações perdem o encanto, pela falta de interesse em descobrir o que o outro sente ou pensa, o nosso Amor Amigo vive de renovação, descobertas lindas...
Haja o que houver, o nosso Amor Amigo conseguiu provar que existiráe resistirá a tudo, pois somos Almas Gêmeas que se precisam, se completam, se fortaleceme se amam!
AMOR AMIZADE AMIGO AMIGOS NAMORO NAMORADO ROMANCE PAQUERA PAR PAIXÃO HOMEM ...

*Amizade*


quarta-feira, 11 de julho de 2007

*Amar é Uma Decisão*


Amar é uma decisão

O sábio recebeu a visita de um homem que dizia já não amar a sua esposa, e que pensava separar-se. O sábio ouviu... Olhou-o nos olhos, disse apenas uma palavra, e calou-se:

- Ame-a. - Mas eu já disse: Não sinto nada por ela !

- Ame-a! - disse novamente o sábio.

E percebendo o desconforto do homem, depois de um breve silêncio, o Sábio explicou:

- Amar é uma decisão, não um sentimento;

- Amar é dedicação e entrega. -

Amar é um verbo e o fruto dessa acção é o amor.

- O amor é um exercício de jardinagem: arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide.

- Esteja preparado porque haverá pragas, secas ou excesso de chuvas mas nem por isso abandone o seu jardim.

Ame o seu par, ou seja, aceite-o, valorize-o, respeite-o, dê-lhe afeto e ternura, admire-o e compreenda-o. Isso é tudo. Ame!

A inteligência sem amor, faz-te perverso.

A justiça sem amor, faz-te implacável.

A diplomacia sem amor, faz-te hipócrita.

O êxito sem amor, faz-te arrogante.

A riqueza sem amor, faz-te avaro.

A docilidade sem amor faz-te servil.

A pobreza sem amor, faz-te orgulhoso.

A beleza sem amor, faz-te ridículo.

A autoridade sem amor, faz-te tirano.

O trabalho sem amor, faz-te escravo.

A simplicidade sem amor, deprecia-te.

A oração sem amor, faz-te introvertido.

A lei sem amor, escraviza-te.

A política sem amor, deixa-te egoísta.

A fé sem amor deixa-te fanático.

A cruz sem amor converte-se em tortura.

A vida sem amor... não tem sentido.

*Viva*


Viva

Viva intensamente a aurora de cada dia.

Faça de cada momento um devaneio contínuo.Torne-se mais e mais forte.

Sonhe

E conquiste seus sonhos.Acorde a cada amanhecer,com a certeza de que tudo poderá acontecer.SorriaE consiga todos os bens que o sorriso pode lhe darpois sempre que você sorrir uma estrela há de brilhar.

Supere-se

Seja melhor do que você já é conquiste superioridade a cada dia.Faça tudo o que você quiser.

Brilhe

E seja brilhante até nos passos em falso que a vida dá.

Tente,

tente até conseguir o que quer, brilhe o máximo que você puder.

Ame

Pois o amor é fundamental.

Tenha sempre alguém ao seu lado no caminho pois, como dizia o poeta:

"É impossível ser feliz sozinho(a)!"

*O Homem Parceiro*


O homem parceiro irá entender seus medos ou pelos menos tentar entender.

Aceitará seus mimos infantis e verbalizará o que acha deles, com jeito.

Ele vai viver teus defeitos mais chatos, aqueles que nem tuas amigas agüentam, e ainda assim vai rir e dizer que você fica linda brigando.

O homem parceiro te respeitará, saberá teus limites, te beijará na testa.

É ele que fala do dia-a-dia com você, se preocupa com sua saúde, briga quando você está errada, escuta suas palavras, ri das tuas bobagens, beija tua boca, morde teu umbigo, te abraça forte e dorme contigo...

segunda-feira, 9 de julho de 2007

*Metade*







Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio...



que a morte de tudo em que acredito não me tape os ouvidos e a boca;



porque metade de mim é o que eu grito mas a outra metade é silêncio.



Que a música que ouço ao longe seja linda ainda que tristeza,



que a mulher que amo seja pra sempre amada mesmo que distante porque metade de mim é partida mas a outra metade é saudade.



Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor



apenas respeitadas como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos... porque metade de mim é o que ouço mas a outra metade é o que calo.Que essa minha vontade de ir emborase transforme na calma e na paz que eu mereçoe que essa tensão que me corrói por dentroseja um dia recompensadaporque metade de mim é o que pensomas a outra metade é um vulcão.



Que o medo da solidão se afastee que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável que o espelho reflita em meu rosto num doce sorriso que eu me lembro ter dado na infância;



porque metade de mim é a lembrança do que fuia outra metade não sei.



Que não seja preciso mais do que uma simples alegria pra me fazer aquietar o espírito



e que o teu silêncio me fale cada vez maisporque metade de mim é abrigo ,



mas a outra metade é cansaço...



Que a arte nos aponte uma resposta mesmo que ela não saiba e que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer porque metade de mim é platéia e a outra metade é canção.



E que a minha loucura seja perdoada;



Porque metade de mim é amor e a outra metade também.






(Oswaldo Montenegro)

As Melhores Mulheres Pertencem Aos Homens Mais Atrevidos*


As Melhores Mulheres pertencem aos homens mais atrevidos.

Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELES estão errados... Elas têm que esperar um pouco mais para o homem certo chegar... aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore”.(Machado de Assis)

*Canção*


Canção/


Cecília Meireles


Pus o meu sonho num navio e o navio em cima do mar;

- depois, abri o mar com as mãos, para o meu sonho naufragar.

Minhas mãos ainda estão molhadas do azul das ondas entreabertas,

e a cor que escorre de meus dedos colore as areias desertas.

O vento vem vindo de longe, a noite se curva de frio;

debaixo da água vai morrendo meu sonho, dentro de um navio...

Chorarei quanto for preciso, para fazer com que o mar cresça,

e o meu navio chegue ao fundo e o meu sonho desapareça.

Depois, tudo estará perfeito; praia lisa, águas ordenadas,

meus olhos secos como pedras e as minhas duas mãos quebradas...

*Encerrando Um Ciclo*



Encerrando um ciclo
"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final.

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais?Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seusamigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará:
Não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. Deixar ir embora. Soltar.

Desprender-se.Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.

Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data ma rcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.

Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

*Amor e Amizade*


*Amigos*


quarta-feira, 4 de julho de 2007

*Abraços...*


Abraços significam amor para alguém com quem realmente nos importamos...para nossos avós ou nossos vizinhos, ou até mesmo para um ursinho amigo...

Um abraço é algo espantoso... é a forma perfeita de mostraro amor que sentimos, mas que palavras năo podem dizer.

É engraçado como um simples abraço faz-nos sentir bem...em qualquer lugar ou língua...

É sempre compreendido...

E abraços năo precisam de equipamentos, pilhas ou baterias especiais...É só abrir os braços e o coraçăo...

terça-feira, 3 de julho de 2007

*O Amor*


"O amor é paciente e benigno, não arde em ciúmes, o amor não se ensoberbece.

O amor não é rude nem egoísta, não se exaspera e não se ressente do mal.

O amor não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade.

Está sempre pronto para perdoar, crer, esperar e suportar o que vier..."

*Amar Ao Próximo*




*A Beleza De Um Jardim*


*Aceite-me Como Eu Sou*


Aceite-me como eu sou.

Não venho com garantia...nem tenho a pretensão,de ser alguém perfeito.

Toda a perfeição não posso ter.

Eu sou como você:sou da espécie humana,sou capaz de errar.

O erro não é falha de carátere errar faz parte da Natureza Humana.Eu vivo.

Eu sorrio.Eu também aprendo!Meu conhecimento é incompleto.

Estou na busca o tempo todo,nas horas acordadas e nas horas de sono.

Eu tenho um longo caminho a ser percorrido,assim como você também tem.

Aprendemos nossas lições pelo caminho.

Atingiremos a Sabedoria.Assim, por favor,aceite-me como sou!

Porque eu sou só eu.Apenas eu.Não há ninguém igualzinho a mim no mundo.

Esta é a única garantia que dou.É assim que eu me sinto.

Eu tenho um coração.Abra-me e veja-o!Por favor , cuide bem dele.

Ele é tudo que eu sou.Apenas eu.

*Todas As Mulheres*


Todas As Mulheres Deveriam Ter:


...um velho amor que ela pudesse recordar...e alguém que se lembrasse dela como uma pessoa especial......dinheiro próprio para poder ter um lugar só dela...mesmo se ela nunca queira ou precise ir até lá......uma roupa perfeita para usar se o chefe ou o namorado pedir,para que ela esteja pronta em uma hora......uma juventude que ela tenha deixado para trás com satisfação......um passado interessante que a permita revivê-lo quando for mais velha......a percepção de que ela realmente teráuma velhice com algum dinheiro guardado......um jogo de chaves de fenda, uma furadeira sem fio e um sutiã preto de renda......uma amiga que sempre a faça sorrir...e outra que a permita chorar......um lindo móvel que não tenha sido herdado de ninguém da família......oito pratos iguais, copos altos de vinhoe uma receita que faça com que seus convidados sintam-se honrados......um recomeço que não seja desrespeitado......uma sensação de controle sobre seu destino......cuidado com a pele e com o corpo para contrabalançaroutros poucos aspectos da vida que não melhoram após os 30......uma carreira sólida, um bom relacionamentoe tantos outros aspectos que melhoram após os 30...


Todas as Mulheres Deveriam Saber:


...como se apaixonar sem se perder......como ela se sente com filhos.....como sair de um emprego, terminar um romancee discutir com uma amiga, sem destruir o relacionamento......quando insistir... e quando desistir......como divertir-se numa festa onde não queria estar........como pedir o que quer de maneira que sinta que irá conseguir......que ela não pode mudar o comprimento de suas panturrilhas,a largura de seus quadris e nem o temperamento de seus pais......que sua infância pode não ter sido perfeita... mas já passou......o que ela faria ou não por um amor......como viver sozinha... mesmo que não goste......em quem pode confiar, em quem não confiare por que ela não poderia resolver pessoalmente......onde ir... ficar com sua melhor amiga na mesa da cozinha...ou em uma pousada na floresta... quando sua alma precisa se acalmar......o que ela pode ou não pode realizar em um dia... um mês... e um ano...

O que importa não foi o dia em que te conheci e sim o dia em que passei a te amar.
Te Amo!!!

segunda-feira, 2 de julho de 2007



"Viver é sempre dizer aos outros que eles são importantes,

Que nós os amamos, porque um dia eles se vão e ficamos com a nítida impressão de que não os amamos o suficiente."

*As pessoas não se precisam*




As pessoas não se precisam.


Elas se completam, não por serem metades, mas por serem pessoas inteiras,


dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.


********************************************************************************


Ser feliz também é fazer outras pessoas felizes.


Pequenos gestos como um abraço carinhoso,


um elogio sincero ou um agradecimento,podem tornar o dia de alguém muito especial.


Ser gentil com as pessoas à sua volta é encher seu ambiente de felicidade.


********************************************************************************


"O amor é a força-atração, que tudo atrai para si. Quem vive em sintonia do amor está sempre sendo realizado em todos os setores da vida. Esta força sublime capacita-nos ao sucesso e respeito pessoal."


********************************************************************************

*Esta é a HELENA*


Ela tem estilo bonequinha, só que o problema é que não é de porcelana.

Ela é mais forte do que ferro e tem mais energia do que a mulher maravilha!

Você bate, chinga, mente, reclama, atropela, pisa e ela nem liga.. Se levanta saí na boa.

Ela é engraçada, cruel, vigantiva e não tem medo.

Mostra sua força na hora certa, não é sempre que precisa. Não se rebaxa, se arrepende mas não perde. Ela tem pose, tem estilo, até charme.. ela é mulher.

Mulher, menina, garota que demanhã se levanta da cama sem saber como vai ser o dia,quando deita e pensa em tudo, se arrepende e lembra q não vale a pena o que deixou pra trás.. E tenta correr.. não tem jeito, mais ela tenta. É cruel quando deve ser..

Tem AMOR na hora certa. Não se explica pra ninguém, tem seu dono, sua propria reta.!

É desconfiada, metida, amiga, sem papas na língua.. não tem pra ninguém.

Ela sabe que tem sempre alguém que foge dela, corre atrás vai sem pressa..

Porque o que ela quer, é ser FELIZ!!

Juanes - Para Tu Amor (tradução)



Juanes - Para Tu Amor (tradução)


Para teu amor, eu tenho tudo desde meu sangue até a essência de meu ser ...

E para seu amor que é meu tesouro tenho minha vida inteira em teus pés...

Tenho também um coração que morre por dar amor e que não conhece o fim .

Um coração que bate por você para teu amor, não há despedidas para teu amor eu só tenho eternidade ...

E para teu amor que me ilumina, tenho uma lua, um arco-íris e um troféu

E tenho tambémum coração que morre por dar amor e que não conhece o fim

Um coração que bate por você por isso eu te quero, tanto que não sei como explicar

o que sinto eu te quero, porque sua dor, é a minha dor e não ha duvidas eu te quero com a alma e com o coração, te venero...

Hoje e sempre, obrigado eu te dou meu amor, por existir...

Para teu amor eu tenho tudo eu tenho tudo e o que não tenho também conseguirei

Para teu amor, que é meu tesouro tenho a minha vida toda inteira a seus pés e tenho também...

Um coração que bate por você por isso eu te quero, tanto que não sei como explicar
o que sinto eu te quero, porque sua dor, é a minha dor e não ha duvidas eu te quero com a alma e com o coração, te venero...


TE AMO MARCELO...

MIL BEIJOSSS***

*A GRAÇA DE AMAR *


A GRAÇA DE AMAR


Depois de tanto tempo, tanta espera Finalmente chegou o dia

Novamente diante de ti, quem diria Vivendo um novo alvorecer, uma nova primavera!

Da ansiedade e do sonho até este novo despertar

Em tudo que hoje nos anima e nos provoca

E que em nossas mãos o destino agora coloca

Com a mesma beleza de uma flor a desabrochar

Por tantos momentos de ternura, de alegria sem fim

Impregnados em meu ser, correndo dentro de mim

Com o ímpeto das águas de um rio a transbordar

Aos teus ouvidos, com a humildade de quem ama, proponho: Transformemos em realidade todos os nossos sonhos Vivendo em plenitude essa graça que é amar!

sexta-feira, 29 de junho de 2007

*Seja Feliz*


Confie em si mesmo e dê novo rumo à sua vida...

É duro viver sem sorrir, esperar o pior, imaginar a doença...

Seja otimista mesmo na maré baixa...

O otimista, quando perde o emprego, a namorada, ou enfrenta um problema, pensa logo:

"ARRANJAREI OUTRO EMPREGO, ENCONTRAREI OUTRA NAMORADA,

ESTE PROBLEMA NãO É NADA PARA MIM..."

O otimista sempre resiste e vai em frente...

Qualquer problema, visto com temor, se agiganta, assume grandes proporções,machuca, perturba, mas esmorece e some, se encarado com coragem...

Queira ser feliz e será...

Quem procura ser melhor, encontra o rumo da felicidade...


*Helen Mix*

quinta-feira, 28 de junho de 2007

*O Grande Barato Da Vida*




"O grande barato da vida é olhar pra trás e sentir orgulho da sua historia , e se não tocarmos o coração das pessoas.


Muitas vezes basta ser:colo que acolhe,braço que envolve,palavra que conforta,silêncio que respeita,alegria que contagia, lágrima que corre,olhar que sacia,amor que promove.


E isso não é coisa de outro mundo,é o que dá sentido à vida.


É o que faz com que ela,não seja nem curta,nem longa demais,mas que seja intensa,


verdadeira e pura...enquanto durar."




"Saiba sorrir para a vida a fim de que ela seja a sua própria alegria de viver.

A partir daí, a felicidade estará permanentemente ao seu lado."




"Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes.

O instante mágico é o momento em que um "sim" ou um "não" pode mudar toda a nossa existência."



"*♥♥♥ Não Sou Um Personagem* "♥♥♥




"*♥♥♥ Não Sou Um Personagem* ♥♥♥ "


Já chorei por amor e ódio...Ah! De tanto rir também...


Já briguei sem motivo E até humilhei alguém...


Já levei fora e já dei também...


Fiquei com quem não devia Deixei partir quem muito queria...


E com certezaDas poucas que tenho na vida,Ainda hoje me amaria...




Já conheci um anjo e a ele Entreguei minha alma.


Recebi muito amor por um tempo


Para a eternidade muita mágoa...




Conheci o céu e a felicidade


Até o fatídico dia em que,


Conheci o inferno e a maldade...


Os primeiros frutos do amor


E os demais..Da dor da saudade...




Já fui julgada....


Julguei e condenei a mim


Fiz de meu corpo,


Meu cárcere sem fim...




Minhas colegas de cela


Desilusão, mágoa e saudade...


Ás vezes deixam-me


Conversar com a vizinha Chamada Fé, irmã da Esperança,


Que em nossos cochichos...


Promete-me um amor de verdade..




Meu coração só eu conheço,


E o quanto dói.Só eu sinto.


Não sou um personagem!


Em minhas veias corre sangue...


E quem pensa o contrário...


Não pensa, acredita em bobagem...




♥♥♥ Helen Mix♥♥♥


♥♥♥ "Helena Martins Daniel♥♥♥